Desafios para melhorar a UX em 2018

  • Personalização inteligente, autenticação biométrica e realidade virtual, entre as tendências mais marcantes para este ano
  • A biometria será definitivamente implementada como uma solução para a segurança em todos os tipos de acesso, devido ao aumento de ciberataques e ameaças digitais

A experiência do usuário se estabeleceu como a pedra angular de qualquer estratégia de negócios, prova disso é que todas as empresas estão agora trabalhando para adaptar suas páginas Web e aplicativos para o usuário móvel; melhor usabilidade, personalização, autenticação biométrica, realidade virtual, etc., são algumas das apostas do Vector ITC Group para este 2018.

A experiência do cliente está se tornando cada vez mais importante, as recomendações do usuário e opiniões ganharam peso nos últimos tempos nas decisões de outros consumidores. Neste sentido, quem oferece a melhor experiência terá uma grande vantagem sobre o resto de seus concorrentes. Uma experiência melhorada, rápida, offline e online, otimizada e segura é o que se espera hoje pelo utilizador.

Por esta razão, a Vector ITC Group, uma consultoria tecnológica 100% da capital espanhola, desenvolveu uma lista de tendências e desafios a enfrentar neste campo:

Tendências de UX

  • Foco no conteúdo. Em 2018 as experiências serão projetadas e focadas no conteúdo, eliminando qualquer distração para o usuário. Enfatiza o minimalismo. Tipografia ganha proeminência e tamanho, estando disponível como se fosse uma imagem, e imagens em movimento será um Plus que fornece informações importantes. Isso fará com que a atenção do usuário e criar um impacto positivo.
  • Menos cliques. A mobilidade e o imediatismo prevalecem nas estratégias de projeto atuais. O ritmo frenético e variedade de serviços e produtos força eCommerce para levar em conta o tempo dos usuários, por isso, em 2018 o projeto será usado para criar uma navegação mais clara que fornece informações relevantes e funções específicas, e desta forma economizar o tempo do consumidor. A busca por maior usabilidade leva à criação de menus fixos, facilitando o deslocamento infinito do usuário.
  • Personalização inteligente. Os avanços em Big Data, Business Intelligence e Machine Learning fornecem uma riqueza de dados e informações, que, bem utilizadas, permitirão que as empresas ofereçam experiências de usuário adaptadas a cada tipo de pessoa, do conteúdo e da publicidade para a mesma interface adequada aos seus interesses, histórico e preferências de navegação.
  • Omnichannel. A fim de proporcionar a melhor experiência do usuário, as empresas devem adaptar seus serviços e produtos a diferentes dispositivos. A comodidade do mundo multidispositivo permite, por exemplo, realizar ações online sem interferência em diferentes dispositivos e concluir essas ações offline.
  • Humanizar a experiência digital. O avanço da tecnologia fez hoje mesmo as interações com os próprios produtos digitais causam emoções, o que se traduz em confiança, transparência e segurança.
  • Autenticação biométrica. A biometria será definitivamente implementada como uma solução para a segurança em todos os tipos de acessos. Além disso, tornará mais fácil para muitas aplicações e serviços autenticar os utilizadores sem ter de criar ou memorizar palavras-passe. Um aspecto importante a considerar com o recente aumento de ciberataques e ameaças digitais.
  • Realidade Virtual. Já existem muitas marcas que estabelecem uma nova tendência para conquistar seus consumidores, pois permite criar conexões mais profundas com seu público através de uma experiência de compra diferente e muito surpreendente, o que resulta em um aumento no engajamento.

O Vector ITC Group recomenda manter um equilíbrio constante entre o conteúdo e o design. “A Internet é cada vez mais visual e é importante concentrar esforços nesse aspecto, o Google acabará recompensando-o“, diz Aldara Sanchez, técnico de UX da Vector ITC Group.